Duff McKagan: Disposto a gravar novamente com o Guns N’ Roses

No último domingo, 26 de outubro, ERIC BLAIR, do site “The Blairing Out With Eric Blair Show” entrevistou a DUFF MCKAGAN [GUNS N’ ROSES, VELVET REVOLVER, LOADED, WALKING PAPERS] e a sua filha, GRACE MCKAGAN, que toca no THE PINK SLIPS à ocasião do tapete vermelho do evento beneficente ROCK AGAINST MS em Los Angeles. O vídeo pode ser apreciado mais abaixo.

Um trecho traduzido da conversa segue transcrito.

Sobre reunir-se com W. AXL ROSE e sua atual e enésima versão do que fora outrora o GN’R para alguns shows no começo desse ano:

“Foi demais sair e fazer aqueles shows com ele. Nos divertimos muito.”

Sobre se ele consideraria gravar mais material com o Guns N’ Roses de novo:

“Eu nunca digo nunca para nada, na verdade, hoje em dia, eu meio que aprendi. Você nunca sabe o que está por vir. E tudo isso à parte, eu fico apenas feliz que ele e eu termos podido nos encontrar e falar sobre tudo e daí rir sobre muitas outras merdas que aconteceram.”

 

Soulfly: Max explica ausência das faixas do Sepultura nos sets

JO SCHÜFTAN do site HORNS UP ROCKS, conduziu recentemente uma entrevista com MAX CAVALERA [SOUFLY, CAVALERA CONSPIRACY, KILLER BE KILLED, SEPULTURA] no último dia 13. O vídeo da conversa pode ser visto mais abaixo.

Comentando a respeito da atual turnê do SOULFLY pelos EUA, mas declarou: “É a primeira vez em que estamos tocando somente músicas do Soulfly no show. Sim, eu decidi experimentar isso e ver como vai ser, se as pessoas vão ficar bravas ou se as pessoas vão entender. E para a minha surpresa, as pessoas de fato entendem e realmente gostam disso. Algumas até comentaram comigo, elas dizem que queriam ver isso já fazia muito tempo, porque elas acham que o SOULFLY tem tantos discos. Temos nove discos lançados, então é muita música. E fazemos um set bastante recheado – uma hora e meia, tocando um pouco de cada disco, desde o primeiro até ‘Savages’. E esperamos nos divertir muito. A lineup é a mesma: eu, Marc Rizzo, Tony Campos e Zyon. E Zyon está botando pra fuder, se saindo muito bem à bateria. E estamos apenas nos divertindo, cara, tocando em lugares pequenos para os fãs mais ferrenhos, o que é o que gosto nessa turnê. É uma situação intimista onde você fica bem próximo aos seus fãs. Você até sente o cheiro deles e o suor deles pinga em você, e o microfone é derrubado de vez em quando. Mas é muito divertido, cara. Eu estou gostando para valer.”

 

 

 

Led Zeppelin: dois novos remasters tomam de assalto as paradas do UK

atlantic-swan-song

Os dois novos remasters da série de reedições do LED ZEPPELIN, ‘Led Zeppelin IV’ e ‘Houses Of The Holy’, entraram no   Top 10 da parada britânica apenas 3 dias depois de terem sido lançados [ambos saíram na segunda passada].

O órgão auditor e regulador das vendas de mídias musicais no Reino Unido, o Official Charts Company, declarou na manhã desta quinta-feira que na primeira metade dessa semana, ‘Led Zeppelin IV’ é o quarto álbum mais vendido nos domínios do UK, enquanto ‘Houses Of The Holy’ ocupa a sétima posição.

 

David Gilmour: “Não há espaço para o Pink Floyd em meu futuro”

DAVID GILMOUR diz que não há espaço pro PINK FLOYD em seu futuro, e que ele está voltando toda sua atenção para um disco solo, que ele espera lançar ano que vem.

E ele não descarta a possibilidade de aparecer no palco com ROGER WATERS de novo.

Ele já afirmou que o vindouro álbum do Floyd, ‘The Endless River’, que sai no dia 10 de Novembro, é com certeza o último deles.

Eu realmente estou gostando de minha vida e de minha música – não há espaço para o Pink Floyd. A ideia de continuar com a banda já me dá calafrios.”

A última vez que Gilmour apareceu com o ex-colega de banda Waters foi em Londres em 2011. Perguntado se ele seria convencido a outra reunião, ele se mostra aberto: “Eu não descartaria nada. Mas a probabilidade de isso ser mais do que um pequeno show para a caridade é muito, muito remota.”

Ele ainda diz que a ideia de trazer Waters para “The Endless River” não faz sentido. “Por que diabos alguém acha que a esta altura do campeonato teríamos algo a ver com ele é um mistério pra mim. Roger está bastante acostumado a ser a única força por trás de sua carreira. Entrar em algo que tenha qualquer democracia inserida – ele não se sairia bem. Além disso, eu estava na casa dos 30 anos quando Rogers saiu. Tenho 68 agora. Faz mais da metade da minha vida. Não temos mais tanto em comum.

 

Slash: Veja prévia do concert movie ‘Live From The Sunset Strip’

O guitarrista bretão SLASH divulgou uma prévia do concert movieSLASH FEATURING MYLES KENNEDY AND THE CONSPIRATORS LIVE FROM HE SUNSET STRIP’, gravado à ocasião de um show da banda no mês passado na tradicional casa noturna Roxy em Los Angeles para um especial da DirecTV e que vai ao ar nos EUA mês que vem.

Integrante de uma série de homenagens aos 50 anos da rede de lojas Guitar Center, o especial de 90 minutos traz Slash executando seus clássicos habituais ainda dos tempos do GUNS N’ ROSES e do VELVET REVOLVER, assim como faixas de sua carreira solo, incluindo aí temas do novo álbum, “World On Fire”.

Abaixo, o streaming do preview, seguido por uma apresentação sobre a carreira do guitarrista a ser transmitido logo após a estreia do show:

 

 

 

Metallica: banda tocará no ‘The Late Late Show’ por uma semana

À medida que o último programa de CRAIG FERGUSON como anfitrião do THE LATE LATE SHOW se aproxima, o METALLICA agendou uma temporada residente na atração televisiva para que ele se despeça com estilo. A banda será entrevistada pelo comediante escocês no dia 17 de novembro e tocará uma música a cada exibição – diária – naquela semana. A aparição do grupo converge com o relançamento comemorativo [seja lá o que haja para comemorar nisso] dos 10 anos do documentário ‘Some Kind of Monster’, que chega às lojas dia 24 de Novembro, assim como a prensagem em vinil da mais recente faixa de estúdio do grupo, ‘Lords of Summer’, que sai na Black Friday desse ano.

E que melhor modo de celebrar a grandiosa passagem de Craig pela CBS do que vir e chacoalhar com os índices de audiência por uma semana inteira?”, disse LARS ULRICH. “Nada para vender, nada para promover [exceto pela reedição do DVD] … só curtir a pedido pessoal de Craig. Vamos lá!

Depois de uma década como anfitrião do The Late Late Show, Ferguson anunciou sua decisão de se retirar do comando do programa em abril passado, algumas semanas depois de DAVID LETTERMAN comunicar abertamente que ele se aposentaria como anfitrião do The Late Show. A última transmissão com o escocês será em alguma data ainda não especificada em Dezembro. Depois disso, o ator e comediante bretão JAMES CORDEN assumirá o cargo.

 

 

Led Zeppelin: Page dá a entender que mais material inédito virá

O trabalho de JIMMY PAGE à frente da curadoria da séria de reedições de luxo do LED ZEPPELIN já proveu aos fãs várias gravações nunca antes lançadas – e o melhor pode ainda estar por vir.

Page flertou com o assunto durante uma recente coletiva de imprensa em Londres para divulgar o lançamento dos volumes ‘Led Zeppelin IV’ e ‘Houses Of The Holy’ ao longo dessa semana, e revelou que havia ‘desenterrado duas coisas extras’ para o vindouro remaster de ‘Presence’, que deve sair em 2015.

Pressionado por detalhes – e uma explicação a respeito do porquê de certas versões de arquivo terem ficado de fora dos volumes já repaginados, como o lado B ‘Hey, Hey, What Can I Do’ e uma versão nunca antes lançada de ‘Friends’ e de ‘Four Sticks’ – ele evitou a pergunta enquanto deu a entender que pode haver mais do que sabemos no horizonte do Led Zeppelin.

Não posso mesmo comentar sobre isso. Não posso te contar o que é que está vindo por aí, posso?

Pelo que alguns especialistas na banda e membros da imprensa musical inglesa especulam, a série de reissues deverá se encerrar com uma versão enormemente expandida de ‘Coda’.

 

Billy Idol: veja a performance completa no Jimmy Kimmel Live!

O roqueiro bretão BILLY IDOL apresentou-se no programa de entrevistas de JIMMY KIMMEL, exibido originalmente nos EUA pela rede ABC-TV na última segunda-feira. O músico, acompanhado de sua banda, executou a faixa “Can’t Break Me Down”, de seu mais recente álbum, “Kings And Queens Of The Underground”, assim como um clássico absoluto de 1983, “Rebel Yell”.

Abaixo, em streaming, os registros videográficos das duas performances.

 

Slipknot: vendas disparam e ‘5’ chega ao #1 das paradas dos EUA

O SLIPKNOT lançou o álbum “5: The Gray Chapter” no dia 21 passado, e os ‘maggots’ responderam com força ao novo petardo! O novo compêndio da banda vendeu 132 mil cópias somente nos EUA em seus sete primeiros dias de comercialização, e entrou direto no #1 da parada Top 200 da edição estadunidense da revista BILLBOARD.

Enquanto isso não se caracteriza exatamente como uma surpresa para ninguém, ainda assim é um fato digno de nota ver um disco de metal, dessa vertente, dominando o cenário musical em 2014, ainda mais com a eterna e lacônica má vontade dos apreciadores do gênero em prover real e $ubStancial apoio às bandas do estilo.

Abaixo, os streamings completos dos dois dias do festival KNOTFEST, realizado ao longo do último fim de semana.

 

 

 

Exodus: Kirk Hammett estava ‘desesperado’ para gravar com o grupo

Kirk Von Hammett's Fear FestEvil - Day 2

O guitarrista do EXODUS, GARY HOLT, diz que o ex-guitarrista da banda, KIRK HAMMETT estava ‘desesperado’ para participar do mais recente disco do grupo “Blood In, Blood Out”.

Apesar de ter até dado o nome ao grupo antes de deixa-lo para entrar para o METALLICA em 1983, Hammett nunca antes havia aparecido em nenhum disco do Exodus antes de seu solo em ‘Salt The Wound’.

Em agosto, ele disse: “Eu os conheço já pela maior parte de minha vida, então fico muito feliz por enfim gravar com eles.”

Agora Holt disse ao site Full Metal Jackie: “Kirk queria gravar esse solo mais do que ninguém. Eu acho que pra ele é como voltar pra casa – fechar o ciclo, finalmente tocar em um disco do Exodus com os caras com os quais ele começou tudo aos 16 anos de idade.

Eu passei muito tempo com Kirk ao longo dos últimos quatro anos e realmente nos ligamos de novo. Passamos muito tempo fazendo que as pessoas mijassem nas calças, ouvindo a Kirk e eu contarmos todas as histórias criminosas de nossa juventude. Quando você está se referindo ao guitarrista principal da maior banda de metal do planeta e todo o tipo de merda que fizemos quando éramos moleques, é ridículo. Daí foi dai prali, e cresceu, e cresceu, até tipo, ‘Cara, você deveria gravar um solo’. E ele ficou tão animado em fazê-lo. Ele queria fazê-lo mais do que qualquer um. Foi demais.”

 

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 222 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: