Morreu Dormindo: as últimas horas de vida de Lemmy Kilmister

kilmister

TODD SINGERMAN, empresário do MOTÖRHEAD nos últimos 24 anos, discorreu sobre os últimos dias do líder da banda, LEMMY KILMISTER, para o jornalista estadunidense Steve Appleford. O que segue abaixo é a tradução de um pequeno trecho do relato.

[…]

Lemmy queixava-se de dores no peito e foi até um pronto-socorro, e acabou recebendo alta no dia seguinte. Os médicos não constataram nenhuma cardiopatia. Singerman e o resto de seus imediatos decidiram que o músico precisava passar por uma ressonância, “já que sua falava estava ficando comprometida. Havia preocupação que ele tivesse sofrido um derrame.

“Por que é que ele não está falando muito? Ele estava murmurando muito”, diz Singerman. “Nós os levamos para fazer um raio X e eles disseram, ‘ah, meu deus, há manchas por todo o cérebro e pescoço dele’. No sábado, dia 26, o médico foi até a casa de Lemmy, munido com os resultados e disse a todos que ele tinha seis meses de vida. ”

Era câncer, e Lemmy reagiu com calma. “Ele aceitou melhor do que todos nós. A única coisa que ele dissera foi, ‘Ah, apenas dois meses, né? ’ O médico disse, ‘Sim, Lem. Eu não quero te enrolar. É grave, e não há nada que ninguém possa fazer. Eu estaria mentindo se lhe dissesse que há uma chance. ’”

Singerman diz ainda que quis manter o diagnóstico em segredo e anunciar somente que Lemmy estava muito doente e que precisava de privacidade. “Ele disse, ‘Não, não. Vá em frente e faça um comunicado aberto. Eu quero que as pessoas saibam que era câncer.  Que é péssimo e que elas deveriam saber. Era assim que ele se sentia. ”

O plano era divulgar um press release depois de informar aos amigos mais próximos e a família. Enfermeiras foram contratadas para ficarem em seu apartamento se revezando em turnos. Um kit com morfina foi providenciado para aliviar a inevitável dor que viria. Uma máquina de vídeo game que Lemmy amava jogar foi trazida do Rainbow.

Singerman e os outros começaram a ligar para os amigos e parentes. O próprio Lemmy comunicou a seus colegas de banda na noite de domingo, e planos de viagem para visita-lo começaram a ser feitos de imediato.

“O que choca a mim e a todo mundo: ele passou por mil médicos e hospitais ao redor do mundo, mas ninguém detectou isso”, diz Singerman. “Receber a notícia que você tem câncer terminal após todos os hemogramas que ele fez na vida e tudo mais? É muito difícil engolir isso. Não deram chance alguma a ele. Foi na lata: “Você não tem mais do que seis meses. ’”

Um médico visitou o músico no começo do dia da segunda-feira, 28 de dezembro. Ozzy ficou de vir no mesmo dia ou no dia seguinte. Lemmy passou horas no vídeo game, com o dono do Rainbow, Mikael Maglieri, do lado. Lemmy então cochilou e nunca mais acordou.

“Mikael me ligou para dizer, ‘meu deus, ele acaba de morrer na minha frente’”, conta Singerman.

[…]

Lemmy Kilmister faleceu na última segunda-feira, 28 de dezembro,  aos 70 anos.

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: