AC/DC: ‘Eu sou o cara e vou voltar pra banda’, diz Phil Rudd

O baterista emérito do AC/DC, PHIL RUDD, quebrou seu silêncio sobre o rolo no qual se meteu recentemente – e do qual espera sair logo.

Ele se encontra atualmente cumprindo uma pena de oito meses em prisão domiciliar depois de ter sido julgado culpado por porte de drogas e crime de ameaça.

O incidente de novembro passado e suas consequências levaram ao AC/DC conduzir sua substituição por Chris Slade para a atual turnê promocional do disco ‘Rock Or Bust’.

Rudd, que está apelando de sua sentença, disse ao canal 3TV da Nova Zelândia, que ele não esperava que um confronto exaltado depois da festa de lançamento de seu álbum solo, ‘Head Job’, fosse levado tão a sério. “Eu estava sob muito estresse. Fiquei puto”, ele lembra. “Eu esperava subir em um avião e voltar de pronto ao trabalho. ”

Desde então, ele tem trabalhado em cima de seus problemas – e insiste que ele está em ‘total’ controle de si, e acrescenta: “Estou sendo tratado pelo maior psicólogo do país. Estou tendo ajuda psiquiátrica, ajuda médica. Eu estava sofrendo de ansiedade, muita insegurança, depressão e tudo mais. ”

O baterista fica cheio de dedos para falar de seu uso de drogas. Perguntado se era verdade que ele estava usando metanfetamina na época de sua prisão, ele responde: “Nunca fizeram nenhum exame para detectar drogas em mim. Você não tem como provar isso. Eu posso apenas ter estado de mau humor. ”

Seu amigo próximo Trev Rogers diz que as pessoas ao redor de Phil estão orgulhosas do modo que ele está reagindo. “Nos anos em que eu conheço Phil, ele nunca vendeu drogas para ninguém, ele nunca machucou ninguém, nunca agrediu ninguém, ” ele diz.

“Nos últimos anos, ele fez algumas escolhas erradas, mas esse não é o cara que conhecemos. ”

E uma ativista local, Tracey Ruddock, conta: “Ele faz muito pela comunidade nos bastidores, coisas das quais ninguém sabe. Ele é um homem muito generoso. Ter um astro do rock morando na comunidade é algo do qual deveríamos ter orgulho. ”

Rudd insiste que seu próximo passo é: “Pegar meu emprego de volta, voltar à estrada e fazer muito dinheiro. É isso que vou fazer. Chris Slade é um bom baterista, mas eu não faço ideia do que ele esteja fazendo lá em cima. Eu não tenho nada contra Chris. O emprego dele não é fixo – espero. Eu sou o cara. ”

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: