Bandas de Velhos Gordos: elas acabarão com o metal, teme produtor

Se você acha que não há bandas novas e em ascensão o suficiente na cena do Metal de hoje, você não é o único. Na verdade, o cofundador do tradicional festival estadunidense MAYHEM, KEVIN LYMAN, se preocupa se esse problema poderia acabar por matar o gênero.

kevin1

Lyman não se fez de rogado em uma nova entrevista com o jornal Detroit Free Press, alertando que o número cada vez menor de pagantes e os custos cada vez maiores colocaram o Mayhem Festival ‘sob risco de extinção a qualquer momento’. Parte do problema, a seu ver, é a enorme lacuna de idades no metal. ‘O que aconteceu foi que o metal afastou as garotas porque o aconteceu foi uma envelhecida dos integrantes’, ele argumenta. ‘O Metal ficou grisalho, careca e gordo. E o Metal era ligado ao perigo. Quando você ia a um show de Metal, eram os trutas jovens no palco. Havia um elemento de perigo naquilo’.

Hoje em dia, ele diz, o maior perigo é o risco de não conseguir cobrir os custos implicados em artistas que dão mais valor a quanto eles vão embolsar do que ao futuro do Metal.

“As principais bandas todas exigem um certo tipo de cachê para saírem em turnê’, Lyman aponta. ‘Ao contrário de no punk rock, o Metal nunca sabe quando deve ceder um pouco para que a cena toda ande pra frente. O punk rock era assim. Foi assim que cultivamos o punk rock. O BAD RELIGION aceitava fechar por um pouco menos do que eles poderiam ganhar sozinhos para que a cena toda tivesse destaque, então podíamos ter um belo elenco tocando com eles. O Metal não parece ter essa consciência, nunca teve, desde que eu trabalhava em casas noturnas nos anos 80. É sempre o lance do ‘venha a nós’. ’

Kerry_King_065_b

O artigo também menciona uma declaração do guitarrista do SLAYER, KERY KING, que admite que sua banda quase desistiu de sua posição de banda principal do elenco do Mayhem esse ano ‘porque eu odiei demais a escalação final’. Convencido a ficar pelos organizadores depois que KING DIAMOND juntou-se à programação, ele expressa otimismo com o festival, apesar de seu número de atrações e cidades ter diminuído.

“Eu boto fé porque eles diminuíram, os ingressos estão com os preços super-razoáveis esse ano. Eles podem ter uma louca reviravolta que eles não estão esperando porque eles fizeram ajustes no lado financeiro da coisa. ”

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: