Músicos, aprendam: Ninguém quer saber se você é pobre e passa fome

Texto original de ARI HERSTAND para seu próprio site.

 mortodefome

Músicos que conhecem outros músicos sabem que a maioria deles quase sempre está quebrada. Naipe Miojo de quebrada. Tipo pão com ovo de fudida.

Mas você sabe quem NÃO SABE que músicos são quebrados? Os não-músicos. Mas deixa isso assim.

 Os amantes de música [seus fãs] não querem ouvir sobre como você está ‘ralando/correndo atrás’. Não há romance nisso. O artista que ‘está ralando’ é legal de se mencionar quando se repassa isso no futuro [quando você for bem-sucedido] e daí você pode falar sobre isso em entrevistas com a Rolling Stone daqui a 5 anos. Mas não mencione isso agora.

Não diga às pessoas que você é um lascado.

Construir uma base de fãs gira em torno de demonstrar que você está em ascensão. Ninguém quer ser fã de uma banda fracassada, que passa fome e não tem um puto no bolso. As pessoas querem apoiar bandas que conseguem se administrar e estão prestes a dominar o mundo. Elas podem então dizer, ‘eu sabia desde lá atrás que ia dar nisso’.

brokemusician2

Há uma diferença entre falar sobre o quão quebrado você está e ser humilde e [em grande parte] transparente. Eu vejo bandas postarem no Twitter e no Facebook o tempo todo sobre o quão lascadas elas estão e que não têm nem o que comer, portanto, ‘comprem nosso CD’. Tá errado. Querer embutir culpa para que comprem o seu produto nunca funciona. É mais fácil você ganhar um ‘Unfollow’ do que uma venda.

Mas você pode postar sobre como você está precisando de um lugar para dormir ou viver. Não é porque você está precisando de um lugar para ficar que esteja necessariamente falido. Pode ser apenas que você prefere gastar $100 em gasolina, equipamento, cocaína, o que seja. Ou que você prefere o conforto da hospitalidade de um amigo/fã. Amanda Palmer AINDA dorme em casas de fãs pelo mundo todo e ela já arrecadou mais de um milhão de dólares no Kickstarter!

Seus fãs estão vivendo vicariamente através de você. Todos os seus sucessos são os sucessos deles também. Portanto, se você ficar falando sobre seus fracassos, eles não vão ficar lá muito animados em serem seus fãs, já que eles já sofrem tombos demais em suas próprias vidas e não precisam dos seus.

Eu também cometi esse erro quando mudei para Los Angeles, contando pra deus e o mundo que eu conhecia como era difícil pagar as contas em LA comparado com minha cidade natal. Eu achava que as pessoas logo se simpatizariam com isso e compartilharíamos nosso ‘sofrimento coletivo’. Uma coisa que eu percebi de cara foi que a maioria das pessoas aqui vinga com positividade e entusiasmo aqui [e não miséria – vai entender]. Eu perdi alguns contatos porque eu revelava muita ralação e pouco foco com motivação.

Claro, a tristeza diminui quando é dividida. Mas quer saber o que aumenta quando é dividido? Ser do caralho. Seja do caralho e vocês atrairá pessoas do caralho.

MANTENHA-SE POSITIVO e insista nas histórias inspiradores, animadoras de sucesso [por menores que elas possam parecer para você]. Isso mantém as pessoas motivadas. Falar sobre como você perdeu a vaga em uma banda, não tem como pagar por gasolina ou comida e está pensando em desistir da música porque ‘exige demais’ só enche o saco. Não sature as pessoas com seus tweets, posts ou conversas negativas. Deixe isso para a sua música.

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: