W. Axl Rose: Mick Wall quer desmascarar ‘arregada’ para Vince Neil em 1991

Rock Author MICK WALL Issues Challenge To AXL ROSE

Ainda em entrevista ao blog musical Big Music Geek, o jornalista bretão MICK WALL, responsável pela implantação e expansão da imprensa musical voltada especificamente para o hard rock e o heavy metal na Inglaterra, relembrou uma curiosa passagem de sua longa carreira: quando o frontman do GUNS N’ ROSES MKII, W. AXL ROSE, fora do conhecimento de seus então colegas de banda, inclui na faixa ‘Get In The Ring’ [de ‘Use Your Illusion’, 1991] um rompante de ataques verbais a diversos nomes da imprensa musical mundial entre eles, o de Wall.

A faixa, originalmente chamada de ‘Why Do You Look At Me When You Hate Me? ’ já havia sido tocada a Wall pelo baixista emérito da banda, DUFF MCKAGAN, um ano antes, e até então, não continha nenhum tipo de bravata, alegoria musical esta pela qual o próprio Duff e Slash viriam, constrangidos, a desculpar-se com o jornalista, apesar de terem uma vergonha muito maior a lamentar: ‘My World’, também incluída no álbum sem o consentimento deles.

O que segue abaixo é um pequeno trecho da conversa.

[…]

Big Music Geek: Quando o GUNS N’ ROSES lançou ‘Get In The Ring’ em 1991, como as alegações de que você tinha inventado mentiras lhe afetaram? Aquilo deve ter sido difícil de engolir.

Mick: Na época, já tinham me cantado a bola. Eu sabia que algo estava por vir. A única coisa que pegou para mim é que eu tinha acabado de sair da [revista semanal inglesa] Kerrang! Para trabalhar com empresariamento de bandas e eu estava tentando fazer uma transição suave. Eu não queria sair e fazer um grande anúncio porque eu queria ter o mesmo foco na banda que eu estava acabando de arrumar um contrato com a EMI. Daí sai esse disco [‘Use Your Illusion’] e todo mundo presumiu que isso se devia a eu não estar mais trabalhando para a Kerrang!, o que não era o caso. Isso consumiu anos de explicação. Pelo lado positivo, o livro que eu escrevi sobre eles na época vendeu muito bem ao redor de todo o mundo e o fato de você estar me perguntando sobre isso agora, vinte e quatro anos depois, te dá ideia do impacto que teve… eu estava fazendo uma entrevista com um cara da [revista] Wired e ele me disse ‘Você ainda tem a entrevista original? ’, que eu tenho. Eu tenho a entrevista original com Axl, eu tenho a entrevista feita cara a cara com ele depois, e eu tenho o telefonema subsequente onde eu leio trechos da matéria para ele e digo, ‘Olha, isso aqui soa muito pesado, isso de você querer matar [o frontman do MÖTLEY CRÜE] Vince Neil’, e ele mandou, ‘Eu assino tudo que está escrito e não mudo nem uma palavra sequer’. Daí, logo que a matéria foi publicada, ele quis fazer com que parecesse que eu tinha inventado, que eu tinha mentido. Como se você tivesse que inventar alguma coisa sobre o Guns N’ Roses naquela época. Isso é um cara que me deu um disco de ouro recebido por ‘GN’R Lies’ [1988]. Eu era o cara de confiança para tudo deles. Me aborreceu o fato de ele me acusar de mentir porque aquilo nunca foi a minha. Eu realmente não precisava. Você não precisa inventar nada quando está trabalhando com gente como Axl Rose e Ozzy Osbourne. Esse mesmo cara me disse, ‘Bem, você as disponibilizaria online? ’ Isso nunca tinha me passado pela cabeça. Desde então, eu tenho pensado, ‘hmmm’. Eu não sei de fato o que fazer com aquilo porque eu sou um cara mais velho agora e Axl também o é, então eu não quero necessariamente expô-lo como um otário maior ainda do que ele já tem fama de ser. Por outro lado, por isso sempre vir à tona, eu fico tentado a dizer, ‘Ouça, eis a entrevista, eis o telefonema feito depois dela. Vocês que escutem e se decidam’ e ver o que acontece, mas eu ainda não senti que chegou o melhor momento para isso. Talvez algum dia eu acorde, ‘quer saber? Vamos fazer isso. Vai ser ótimo’. Eu acho que se eu tenho alguma mensagem para Axl Rose, seria, ‘Cara, estamos com mais de cinquenta anos na cara. Está na hora de parar com os brinquedos. Vamos ser elegantes com a coisa toda. Vamos nos acalmar e conversar e rir e ficarmos felizes por estarmos vivos’. Eu não tenho pressa em pichar a imagem dele, mas se eu o quisesse, eu poderia por essas coisas online e você teria uma real perspectiva de quem ele realmente era quase vinte e cinco anos atrás. […]

Em seu novo livro, ‘Getcha Rocks Off’, WALL lembra de quando Rose o ameaçou de morte após uma série de entrevistas realizada em Los Angeles, caso ele publicasse uma biografia do GN’R. Os dois não se falam desde 1991.

mickwallgetcharocks

Wall escreve no livro: “Se você estiver lendo isso, Axl – e eu sei que você lê quase tudo que é escrito a seu respeito – o que daria muito certo é se nos reuníssemos e fizéssemos um Frost-Nixon e passássemos alguns dias filmando uma entrevista devidamente ‘Get In The Ring’. Não em um contexto combativo, apesar de que poderia ser também, se você insistisse. Mas algo para que as pessoas curtissem e pensassem a respeito. Algo como uma conversa de verdade entre antigos amigos que agora são velhos o suficiente para supostamente serem mais sábios. Vamos lá, nós dois já ficamos carecas, apenas temos um jeito diferente de lidar com isso. ”

‘Getcha Rocks Off’ sai dia 18 de junho.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: