Metallica: Lars mandou apagar baixo de Jason em “AJFA”, diz mixer

O produtor STEVE THOMPSON tem um currículo longo, variado e portentoso por demais, tendo trabalhado em tantos discos clássicos que você juraria que ele está inventando. Mas ele não está.

Natural de Nova Iorque, ele produziu ou mixou coisas do patamar de “Appetite For Destruction” do GUNS N’ ROSES, “…And Justice For All” do METALLICA, “Follow The Leader” do KORN, “A-Sides” do SOUNDGARDEN, além de vários trabalhos de WHITNEY HOUSTON, ARETHA FRANKLIN, MADONNA e até YOKO ONO.

Numa entrevista cedida há poucos dias para o site ULTIMATE  GUITAR, na qual, entre diversos temas abordados, discorreu sobre um dos tópicos favoritos e mais místicos entre os roquistas da camisa preta fubenta: o que teria acontecido com o som do baixo de JASON NEWSTED na mixagem de “…And Justice For All”?

Leia abaixo a versão de Thompson para a lenda:

Lars não estava satisfeito?

Tivemos que subir o som da bateria de acordo com a preferência dele. Eu não era muito fã daquilo. Daí ele veio, “Tá vendo o baixo?” e eu disse, “Sim, que belo fraseado, cara, ele matou a pau”. Ele respondeu, “Eu quero que você diminua o volume do baixo até onde você mal possa, audivelmente, percebê-lo na mixagem”. Eu mandei, “Você está de sacanagem, certo?”

E ele não estava satisfeito?

Ele disse, “Não, abaixa.” Eu diminuí até aquele nível e ele diz, “Agora abaixa mais 5 db”. Eu me virei e olhei para o Hetfield e disse, “Ele tá falando sério?”. Fiquei boquiaberto.

E o que você fez?

Eu liguei pro meu empresário naquela noite e eu acho que falei com Cliff Burstein e Peter Mensch [empresários do Metallica] e disse, “Eu adoro esses caras, eu acho que eles são incríveis e que criaram um gênero próprio, mas eu não gosto da direção pra qual Lars está me empurrando. Meu nome vai aparecer nisso, então por que é que você não acha outra pessoa?” Meu empresário não queria se meter com aquilo, tampouco queriam Burnstein ou Mensch.

Mas você estava pronto para pular fora de uma mixagem para o Metallica?

Eles me convenceram a apoiá-los e meu único arrependimento é que não tivemos tempo suficiente para pelo menos mixar o disco do jeito que o ouvíamos. Eu queria pegar “Master of Puppets” e reproduzir aquilo ainda mais alto. Esse era o direcionamento sônico que eu tinha para “… And Justice For All”. Os elementos estavam todos ali, mas eu acho que eles estavam procurando por um som mais de garagem, sem baixo. E o baixo estava demais! Estava perfeito. Eu me lembro de quando o Metallica entrou para o Hall Of Fame, eles pagaram nossas passagens de avião, e eu estou lá, sentado com Lars.

Você conversou com ele?

Ele disse, “Hey, o que aconteceu com baixo em “…Justice”? Ele me perguntou isso mesmo. Eu queria mandar a mão na cara dele ali mesmo. Foi uma merda porque sou eu que fico passando vergonha pela falta de baixo.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: