Streaming: serviços já ganham dos downloads pagos na Europa

Os serviços oficiais pagos ou não de streaming já passaram em volume de tráfego os de downloads em vários países, de acordo com a empresa musical de licenciamento e administração artística belga PIAS.

O gerente de operações comerciais da empresa, James Howdle, revela que o streaming faturou mais do que o iTunes em 24 países ano passado, incluindo aí a Espanha, Holanda, Noruega, Grécia e França. E ele diz que o padrão deve se repetir no Reino Unido em breve.

Ele declarou no website da PIAS: “Eu certamente espero que o streaming supere os downloads nos próximos dois anos no mercado do Reino Unido. É difícil dizer como isso então se comparará aos CDs físicos, que continuarão a ser o maior formato no que diz respeito a receita naquele território.”

Mas ele sugere que os fãs de música da terra da Rainha são simpatizantes da ideia de possuírem cópias físicas ao mesmo tempo que ouvem o mesmo material online.

Ele emenda: “Parece haver mercado em potencial, como no caso do Reino Unido, para que haja uma coexistência da propriedade tangível e do streaming, e eu acho que veremos a cota do mercado digital continuar a crescer.”

O equivalente francês ao PIAS, o SNEP, conduziu recentemente uma pesquisa para estabelecer o quanto de $ artistas fazem com serviços de streaming, e ele mostrou que, para cada assinatura mensal de 44 reais, apenas 3 reais vão diretamente para os artistas.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: