Filhos da Puta: Apple deletava arquivos de serviços rivais em iPods

appleevil

por JEFF ELDER para o WALL STREET JOURNAL de 4/12/2014

A APPLE deletou músicas que alguns proprietários de iPod haviam baixado de serviços musicais de seus competidores de 2007 a 2009 sem revelar aos usuários, disseram advogados de consumidores a jurados em uma ação cível consorcial contra a Apple na última quarta-feira.

“Vocês decidiram dar a eles a pior experiência possível e acabar com um arquivo musical dos usuários”, disse o advogado Patrick Coughlin em uma Corte Federal dos EUA em Oakland, Califórnia.

Quando um usuário que havia baixado músicas de um serviço rival tentou sincronizar um iPod à biblioteca de usuário do iTunes, a Apple exibia uma mensagem de erro e instruía o usuário a restaurar as configurações originais de fábrica, afirmou Coughlin. Quando o usuário o fazia, a música dos serviços rivais desaparecia, ele declarou.

A Apple direcionava o sistema a ‘não relatar o problema aos usuários’, disse Coughlin.

Para os reclamantes do caso, a manobra mostrou como a Apple sabotou a concorrência dos players e downloads. Eles pedem 350 milhões de dólares em perdas e danos no processo que já dura há uma década, afirmando que as ações da Apple os forçaram a pagar mais por iPods. Os danos poderiam ser triplicados de acordo com as leis antitruste.

A Apple contesta, e alega que as manobras foram medidas legítimas de segurança, O diretor de segurança da Apple, Augustin Farrugia, testemunhou que a Apple não oferecera uma explicação mais detalhada porque ‘nós não precisamos dar informação demais aos usuários’, e ‘não queremos confundir os usuários’.

Farrugia disse à corte que hackers com nomes como ‘DVD Jon’ e ‘Requiem’ tornaram a Apple ‘muito paranoica’ sobre proteger o iTunes. Atualizações que deletavam arquivos musicais que não fossem da Apple almejavam proteger consumidores dessas invasões do sistema. “O sistema foi totalmente hackeado”, ele declarou.

A Apple negou-se a comentar o assunto fora do tribunal.

Steve Jobs, o cofundador da Apple, também mostrara preocupação com hackings, de acordo com as provas do caso. “Alguém está tentando entrar em nossa casa”, disse o sr. Jobs dos piratas da música, de acordo com um email do chefe de software da Apple, Eddye Cue, listado como prova.

Cue e Phil Schiller, o chefe de marketing da Apple, devem testemunhar essa semana, e partes do depoimento de 2011 de Jobs em videotape devem ser exibidas.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: