Indústria: Empresário do U2 e Van Halen começa guerra contra YouTube

Van Halen

O empresário de artistas como EAGLES e VAN HALEN agora começa uma cruzada conta o site de compartilhamento de vídeos YouTube.

IRVING AZOFF é responsável por empresariar uma gama impressionante de artistas, incluindo aí EAGLES, LINDSEY BUCKINGHAM, JOE WALSH, STEELY DAN e VAN HALEN, o que, em coordenação com suas empreitadas anteriores com a Ticketmaster e a LiveNation, faça com que não seja uma surpresa que o nome dele tenha sido citado como ‘a pessoa mais poderosa da indústria fonográfica’ pela revista Billbaord em 2012.

Nos últimos meses, Azoff pronunciou-se obtusamente contrário a vídeos não-licenciados no YouTube, que incluem quase 20 mil músicas gravadas pelos 42 artistas que assinaram com a recém-criada empresa dele, a Global Music Rights. No começo dessa semana, Azoff anunciou que o YouTube ‘está o desafiando’  ao recusar-se a remover tais músicas do site.

Em resposta a tal alegação, o YouTube enviou para a Billboard o seguinte comunicado, que afirma que eles acham que a atual licença deles se sobrepõe à posição da GMR: “Fizemos acordos com gravadoras, editoras, sociedades de coleta e outros para trazer a música dos artistas ao [serviço] YouTube Music Key. Para conseguir nossa meta de viabilizar as características desse serviço em toda a música presente no YouTube, continuaremos a trabalhar tanto com a comunidade musical e com os fãs de música convidados a testar nossa fase beta,”

Howard King, um membro do conselho da GMR, emitiu então uma carta dizendo que ‘se o YouTube contesta que licenciou devidamente quaisquer músicas para transmissão pública, declaração essa que julgamos inverdadeira, exigimos por meio desta que nos sejam fornecidos os documentos de tais licenças.”

Desde o começo, o YouTube desenvolveu uma metodologia bem-humorada em sua arenga com a GMR, e também sobre toda a questão de remover ou não certas músicas. De acordo com Azoff, o YouTube pediu para que a GMR fornecesse o link de cada música ‘não-autorizada’ de cada uma dessas 20 mil faixas. Uma rápida olhada nos resultados pela procura pelos termos ‘Van Halen Running with The Devil’ retornou mais de 63 mil resultados. Com dezenas de milhares de links para cada uma das vinte mil músicas, a GMR tem uma árdua tarefa nas mãos.

 

Um pensamento sobre “Indústria: Empresário do U2 e Van Halen começa guerra contra YouTube

  1. E, no fim das contas, pelo que li, não tenho como saber quem está certo e quem está errado, porque não consigo saber se a GMR está tentando trapacear contra o Youtube ou se este contra aquela. O que você entendeu a respeito?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: