Gene Simmons: ‘O rock morreu, e não foi de velhice”

Gene Simmons and Wolfgang Puck Host Rocktoberfest Opening Night

GENE SIMMON$ afirma que o rock está ‘morto’ e ainda acrescenta que é quase impossível para novos artistas conseguirem viver exclusivamente de suas composições.

O astro do KI$$ acredita que a indústria fonográfica está estabelecida de um modo que não há apoio para artistas que precisam de tempo e espaço para se desenvolverem.

Simmons disse à revista estadunidense ESQUIRE que seu conselho aos músicos principiantes é que ‘não larguem de seu outro emprego’ e emenda: “O rock enfim está morto. A morte do rock não foi de causa natural. O rock não morreu de velhice. Ele foi assassinado.”

Quando eu estava subindo, a montanha não era intransponível. Quando você tinha uma gravadora a seu lado, eles te custeavam, e isso também significava que quando você saía em turnê, eles te davam apoio na turnê. Havia toda uma indústria para ajudar o próximo Beatles, Stones, Prince, Hendrix, para propulsioná-los e apoiá-los a cada etapa do processo.”

“Ainda há gravadoras, e isso se aplica ao pop, rap e o country até certo ponto. Mas para os artistas que também são compositores – os criadores – do rock, do soul, do blues, isso já morreu.”

Simmons foi entrevistado para a publicação por seu filho, NICK, e ele aponta para a faixa “Gangnam Style”, do cantor coreano PSY como um exemplo do que a indústria musical está procurando em termos de vendas e retorno de seu investimento.

“Eu fico tão triste pelo fato de que o próximo garoto de 15 anos de idade em uma garagem em algum canto que pluga seu Marshall e quer mandar no 10, não vai ter nem de longe a mesma oportunidade que eu tive.”

Ele vai, muito provavelmente, não importa o que ele faça, fracassar miseravelmente. Não há mais indústria praquilo. E quem é o pivô? Sempre há a maré recorrente de interesses – as mudanças no gosto musical a cada geração. Culpar isso é idiotice.”

O pivô de verdade é o vizinho de porta desse menino de 15 anos, provavelmente um amigo dele. Talvez até colega de uma das bandas nas quais ele esteja tocando. A tragédia é que eles parecem não ter ideia de que eles simplesmente mataram sua própria oportunidade – eles mataram aos artistas que eles teriam amado. Um pouco de brilhantismo, em algum lugar, seria expressado, e agora não vai mais, porque é muito mais difícil ganhar a vida tocando e compondo. Ninguém te paga para fazer isso.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: