Mötley Crüe: kit de Tommy é inviável até em algumas casas dos EUA

motley-crue-farewell-tour-2014

Um dos tradicionais pontos altos de qualquer show do MÖTLEY CRÜE é o solo de bateria do grego TOMMY LEE, e que nessa atual turnê – a de despedida – foi alçado a um patamar completamente superlativo de ousadia, com uma gigantesca estrutura semelhante a uma montanha-russa pela qual o músico desliza em loops de 360 graus por cima de toda a plateia.

Contudo, tal façanha não será viável em todas as paradas da turnê – nem mesmo as realizadas nas bem-estruturadas casas de shows estadunidenses.

Batizada como ‘Crüecify’, o grande armado de metal e hidráulica, aliado ao igualmente extravagante setup de PA do grupo representa um risco para certos locais agendados para o Crüe, e por isso, não integrará as performances da banda em alguns pavilhões, como foi o caso de Milwaukee, na noite de ontem, 4 de julho. Lee tweetou sobre a ausência da geringonça:

“Olá, amigos! Quero que saibam que algumas casas não comportam o Crüecify! Não é nossa culpa que o teto deles não aguenta o nosso equipamento! É enorme!”

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: