AIDS & Heroína: Os Últimos Dias de Robbin Crosby – Final

grayScale-529f86e39147f

Epílogo

No dia 14 de junho, junto com outras 200 ou 300 pessoas, eu fui até a praia de Windansea em La Jolla para dar adeus a ‘Robb’, como seus amigos de infância o conheciam. Era um dia lindo tipicamente de São Diego. Um dia do tipo eu tenho certeza que Robbin viu vários e vários em sua juventude.

A cerimônia começou por volta da seis da tarde, com o pai de Robbin dando início com um emocionante tributo de 20 minutos às pessoas especiais na vida de Robbin. 10 ou 12 amigos se levantaram e disseram algumas palavras… alguns contaram histórias. Foi muito estranho ver os quatro membros restantes do RATT evitando uns aos outros a qualquer custo… eles nem OLHARAM NA CARA UM DO OUTRO!! Mas, eles estavam todos ali e eu lhes dou crédito por pelo menos terem ido se despedir. Warren estava muito emocionado quando falou de seu amigo.  Me pareceu que ele queria ter feito algumas coisas de modo diferente… mas essa é só minha opinião.

O sol estava se pondo ao fim do funeral… uma bola brilhante de fogo derretendo mar adentro… o sol estava se pondo na vida de Robbin também. Uma vez ele me disse, ‘Não tenha pena de mim… eu vivi o suficiente por dez homens… eu fiz tudo que queria fazer’. Eu gostaria de acreditar nisso… eu acredito mesmo nisso.

Uma coisa que eu levei comigo aquele dia foi a agradável revelação que havia tido MUITAS outras pessoas que tinham entrado na vida dele ao longo dos anos para ajudá-lo quando ele precisou. Quase parecia que éramos todos parte de um ‘time’ predestinado que passou as rédeas em silêncio de modo que o ‘King’ pudesse estar mais confortável… eu me senti mais à vontade sabendo que tantas pessoas tinham DE FATO se importado…  pessoas que reconheceram um espírito livre e amoroso… apesar de suas falhas, nós o aceitamos como ele era… com verrugas e tudo mais.

Eu queria que as coisas tivessem sido diferentes, mas eu sei que sou uma pessoa melhor por tê-lo conhecido, assim como é qualquer pessoa que tenha passado qualquer tanto de tempo com ele. Ele simplesmente tinha um modo especial de criar aquela energia… de amor.

Te amo, King, e sinto sua falta… te verei de novo.

Curt

ROBBIN “KING” CROSBY

grayScale-529f87280685e

4 de Agosto de 1959 – 6 de Junho de 2002

 

2 pensamentos sobre “AIDS & Heroína: Os Últimos Dias de Robbin Crosby – Final

  1. Pingback: Mötley Crüe & Ratt: a parceria forjada a orgias, vômito e cocaína | playadelnacho

  2. Pingback: Mötley Crüe & Ratt: a parceria forjada a orgias, vômito e cocaína | Lokaos Rock Show

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: