Metallica: o mundo deveria ter ouvido Lars Ulrich 12 anos atrás

O baterista do METALLICA, LARS ULRICH, parou de fazer entrevistas como essa muito tempo atrás; ele simplesmente ficou queimado demais com toda a reação do público no caso Napster. E mais de doze anos depois, os artistas ainda estão apavorados em tomar partido desse modo, por medo de perderem os fãs. Mas olhando essa entrevista com CHARLIE ROSE, entremeio à guerra do Metallica com o Napster, torna-se óbvio que várias questões relacionadas foram enterradas.

E a batalha pelos corações e mentes dos fãs de música fora perdida…

Charlie Rose: as pessoas dizem que você está tentando parar a tecnologia, e que você não pode fazer isso.

Lars: Não, você não pode mesmo, e sabemos disso. Então o que estamos tentando fazer é sermos os primeiros artistas a basicamente bater o pé e dizer, ‘esperem aí. Um segundo. Vamos sentar, e lidar com isso’, e tentar criar um debate público sobre como controlar isso pro futuro.

E também, no departamento legal, irmos atrás do Napster e mostrar às outras empresas iniciantes que se fornecerem serviços desse tipo, que elas terão pessoas como o Metallica, com bolsos bastante cheios e que são bastante tenazes e emocionalmente fincados nas suas costas o tempo todo, e se isso for algo que você quer ir atrás, então basicamente…

Rose: Você acha que esse é o primeiro passo num caminho escorregadio…

Ulrich: Sim…

Rose: … E que levará à perda total de controle por parte dos artistas.

Ulrich: e não só os músicos, todos os artistas que criam algo do nada, com certeza.

…mais tarde, abordando questões sugeridas por Chuck D [PUBLIC ENEMY], e mais uma vez em uma entrevista com Rose…

A maioria do que você está dizendo trata das gravadoras sendo essas entidades gananciosas, famintas por dinheiro, blá, blá, blá. Lembre-se de uma coisa: eu posso te garantir, não há ninguém no Napster que esteja fazendo isso por caridade para a humanidade. Há investidores por trás do Napster, e há pessoas contando os dias até que o Napster entre na bolsa e todo mundo faça milhões de dólares com o trabalho delas.

Há milhões de dólares envolvidos em tecnologia, assim como há milhões de dólares envolvidos nos males da indústria fonográfica como você a descreve.

“E se os chefes das gravadoras não pegarem o dinheiro, então o pessoal da internet vai pegar o dinheiro, alguém vai lucrar com isso. E se não for o artista, alguém vai lucrar ilegalmente com isso.” 

Eu só acho que é ignorante dizer que só porque você tira algo da gravadora, e do ramo musical, e dá na mão dessas outras pessoas que vão fazer uma fortuna disponibilizando isso de outro modo, que ninguém vai lucrar com isso. Isso é ignorância.

Chuck D: Mas você não está chorando sobre a indústria do radio fazendo dinheiro. A indústria radiofônica sim, de fato…

Lars: mas eu não estou choramingando pela indústria musical fazer dinheiro em cima de mim, porque ela investiu em mim. Fred Durst senta lá e diz, ‘eu acredito no Napster e quero ir contra as gravadoras’, bem quem pagou pelo seu vídeo de ‘Nookie’? Quem pagou os 600 mil de modo que você pudesse ter seu vídeo executado na MTV pra fazer você vender 8 milhões de cópias? Você não pagou por isso do seu bolso. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 218 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: